29 de setembro de 2007

Motoqueiros Selvagens(2007)


Eu sei que será hipocrisia de minha parte. Mas como o gosto da critica para filmes de comédias é entranho , né? Alguns criticos acham "Ligeiramente Grávidos" engraçadissimo , mas para muitos não tem absolutamente graça nenhuma ; pelo contrario , é o seu drama que funciona. Muitos também gostam das comédias de Rob Schneider por exemplo. Como?
Talvez eu que esteja batendo de frente com alguns criticos hoje em dia , mas antes de critico , também sou um espectador. Por exemplo. Achei o filme "Tropa de Elite" excelente , mas como critico temos que ficar vendo, apontando erros e acertos da projeção. Isso faz com que o filme caia um pouco. Mas gosto para filmes cada um tem. Por isso a critica é tão subjetiva. Por isso também que muitos sites escolhem trabalhar com resenhas , pois fascilita o trabalho , e não abre muito o jogo. Eu por exemplo não posso ter um genero que não assista. Tenho meus preferidos , assim como atores , mas falo mal quando precisa falar. Quando um filme de comédia como "Motoqueiros Selvagens" entra , os criticos não levam seu gosto pessoal em questão , e acabam "metendo o pau" num filme que até gostaram. Acho isso certo até certo ponto.. Pois alguns criticos não conseguem criar bases para a sua critca. Maria vai com as outras , entende leitor? Tenho repulsa contra isso. Tanto que admiro o critico Pablo Villaça , por isso. Ele não lê criticas antes ou depois dos filmes. Só quando coloca a critica dele no ar , que ele troca idéias com outras pessoas. Cada um tem seu ponto de vista , e tem que mostrar de um modo até mais simples para o leitor entender. Motoqueiros Selvagens consegue entreter , e consegue fazer rir. Não é um filme brilhante. Mas é um filme tipo "As Branquelas". É um filme que não mostra muita coisa , mas é engraçadissimo. A mesma coisa acontece aqui. O elenco transforma o filme , e faz nos importarmos com seus personagens. E que esperemos um segundo filme de "Motoqueiros Selvagens".

Doug Madsen (Tim Allen) é um dentista com complexo de inferioridade tão grande que sempre se apresenta como médico. Woody Stevens (John Travolta) é um executivo rico e carismático que parece ser um grande vencedor, mas sofre com seus problemas pessoais. Bobby Davis (Martin Lawrence) é um encanador desempregado dominado pela esposa, Karen (Tichina Arnold), que decidiu ficar sem trabalhar por um ano para tentar, sem sucesso, tornar-se um escritor. Dudley Frank (William H. Macy) é um solteirão que é também um gênio da informática, tendo o incrível dom de se meter em situações constrangedores. Cada um leva sua vida durante a semana, mas nos fins de semana eles se reúnem para andar de moto. O grupo decide agitar suas vidas monótonas com a realização de uma viagem de moto, sem destino definido. Eles conseguem tirar uma folga de seus trabalhos e se preparam para a viagem, sendo que ao iniciá-la não têm a menor idéia do que está por vir. Com o tempo eles começam a dividir segredos, até que enfrentam uma gangue de motoqueiros chamada Del Fuegos, liderada por Jack (Ray Liotta).

O filme começa com a apresentação dos personagens. Eu pessoalmente não gosto dos recursos de nomes em tela preta , como disse na critica do filme "Tropa de Elite". Mas a apresentação fica bem dividida , e o roteirista não falha em ficar enrolando muito , até a cena da viagem. As cenas no bar são muito boas. Protagonizadas com perfeição do elenco. E a chegada na cidade , também é muito bem feita. Aliás quando os amigos chegam na cidade , que começa a verdadeira diversão. É hilário ver Travolta querendo sair desesperado da cidade , e seus amigos querendo ficar. Ainda mais quando participam dos "jogos" , os quais envolvem até bater na bunda de um touro. E o que falar da presença do "baixinho" cantando Dont´Cha? Absolutamente fascinante.
Sem falar no ótimo final . Onde existe uma sátira para programas tipo Báu da Felicidade. As atuações dos motoqueiros guiados por Liota nesta cena , é incrivelmente engraçada.

Falando em atuações. John Travolta faz o tipo "pedra por fora" e "sensivel por dentro". E se sai muito bem com seu personagem. A cenas em que fica tentando tirar os amigos da cidade , quando vê o que fez , são provas do talento do ator. Tim Allen imterpreta o pai que quer mostrar para o filho como pode ser "radical". Também se sai muito bem. Martin Lawrence é o que vive a mando da mulher em casa. E é o unico que não se encaixa bem no filme. A cena da "Firma" não faz juz a algumas boas comédias o ator , e a cena final , não fica no desfecho que seria o "certo. E o grande destaque vai para William H. Macy. Ele entra na brincadeira , e faz como ninguém o papel de desastrado. A cena em que ele fala que não precisaria dos pés , pois é analista de sistemas ; é uma das cenas mais engraçadas do filme. E Ray Lyota mostra ao que veio na hilaria cena final.

É um filme que irá fazer muitos rirem de começo ao fim. Com boas piadas e um elenco afiado , Motoqueiros Selvagens se transforma num dos filmes mais irreverentes deste ano , e seu brilhante final é a prova disso.

(3 estrela em 5)

7 comentários:

- Cah. disse...

o lance da apresentação dos nomes em tela preta realmente dá um tom meio antiquado a qualquer filme...
mas esse parece, sei lá, um fúria em duas rodas versão on-road/western? O.o'

flww

Rick disse...

Eu utilmamente ando por fora de Filmes, eu fico sabendo mais quando venho ler o seu blog, eu to tentando me por em dia com os filmes novos.

Não conheço esse filme que você falou, vou
ver se assisto ele, afinal você altos filmes bons aqui, tenho que começar a seguir algumas dicas e ficar por dentro deles.

Abraço.

K.Rafael disse...

Pela cara o filme é Baum!

Bad Brain Machine disse...

pela sua resenha...assistiria...mais nao me atrai!

lucaxxx disse...

Eu vi a resenha (ou critica) desse filme mas não me lembro onde. Se foi na Veja, que eu leio toda semana, foi critica. Se foi em outro lugar, pode ter sido uma resenha. Não sou muito fã de comédia, mas talvez acabe assistindo.

Abraçãoo

Diego Moretto disse...

Não faz muito meu estilo, mas meu pai pegou um dia e eu dei boas risadas com eles. Na minha opinião, duas estrelas de cinco...hehehe.
Mas Tropa de Elite, criticamente falando, é dificil encontrar algum erro, mesmo na edição pirateada....

Bernardo Lima disse...

esse filme me disseram que era bom e estou correndo atrás para baixar...
caso tenho um link ae, aceito...
abraço

[Você está no "Tour" da semana]