3 de janeiro de 2014

Os melhores momentos do cinema em 2013

Como ainda estamos recolhendo os fragmentos deixados por 2013, eu (com a ajuda do João Flores) decidi retomar uma lista que realizei pela primeira vez em 2011, onde apontei os meus momentos favoritos do cinema naquele ano. Num ano de grandes obras cinematográficas, eu não me restringi aos filmes do top dez divulgado no dia 31, mas sequências que tenham sido marcantes de alguma forma. Cheguei ao número considerável de 45 cenas, as quais listo a seguir:

  1. O interrogatório de Dodd à Freddie, em O Mestre;

    video

  2. O passeio final entre pai e filho no sensível Questão de Tempo;



  3. O monólogo de Jep julgando uma socialite que pensa ter sofrido muito, em A Grande Beleza;




  4. Em Invocação do Mal, uma brincadeira de esconder termina de uma maneira assustadora no porão;

          
  5. Num perfeito exemplo de amor à primeira vista, a canção Esse Cara entoada por Irandhir Santos nos denuncia o primeiro momento em que Fininha fica encantado pelo artista, em Tatuagem;
    video

  6. A sequência inicial de A Viagem ao som da sinfonia que dá título ao filme;

            
  7. A reunião de condomínio presente em O Som ao Redor;

  8. A impressionante performance de Anne Hathaway em Os Miseráveis;

        
  9. No longa-metragem Amor, Georges é sufocado por uma mão direita, o mesmo lado paralisado de Anne, em seus sonhos;


      


  10. A empolgação de Jessica com um informante evolui para uma cena extremamente angustiante no filme A Hora Mais Escura;





  11. Em Além das Montanhas, as freiras da paróquia começam a ficar assustadas com o temperamento de uma convidada – “ela estava falando com outra voz!”.

  12. O terceiro ato de O Segredo da Cabana;

          
  13. No brilhante Killer Joe, após um jantar que foge do controle, a única pessoa ingênua de uma caótica sociedade também se rende a depravação violenta de quem a cerca;

  14. O debate sobre relacionamentos em Antes da Meia-Noite;

  15. Evocando a distância entre Alejandra e o resto da turma, em Depois de Lúcia, Franco salienta a reação aterrorizante da menina ao saber de um passeio escolar;

  16. Hannah Arendt dá o seu discurso final sobre o julgamento social;

              
  17. O primeiro plano-sequência de Gravidade;

  18. O grito desesperado de negação do Capitão Phillips ao perceber que está vivo;

  19. Adèle e Emma se reencontram em um café;

  20. Na continuação de Sobrenatural, James Wan nos guia por uma grande porta vermelha e nos aproximamos aos poucos de um interrogatório;

  21. Mud e Ellis conversam sobre relacionamentos ao redor de uma fogueira;

  22. Charles canta uma canção no piano para Ivy, em Álbum de Família;

  23. Waltz não consegue resistir em se livrar de um importante personagem, em Django;

  24. Rodriguez se apresenta pela primeira vez na Africa do Sul, em Procurando por Sugar Man;


  25. As garotas mudam o papel de dominador e dominante em Spring Breakers;

  26. A dança entre Vronsky e Anna Karenina;


  27. Na sua homenagem ao gore em A Morte do Demônio, afora a chuva de sangue, Alvarez mostra sem ataduras um personagem tendo que tirar uma agulha do olho e outro precisando cortar o braço para parar o vírus.

  28. Em Muito Barulho por Nada, Benedito confessa o seu amor por Beatrice para uma plateia fictícia;

  29. Os monólogos solitários de Blanchett em Blue Jasmine;

  30. Em A Caça, Lucas perde o controle em uma igreja;

  31. A conversa de Khan e Kirk na Enterprise, em Além da Escuridão;

  32. Em Faroeste Caboclo, João volta a segurar uma arma e lembra-se de seu pai;

  33. Depois de Maio: De vários amigos que participavam da construção de jornal e panfletos, e o mimeógrafo à manivela, Gilles vira uma figura solitária olhando a máquina girar – como se seus sonhos tivessem ido embora;

  34. O cinema como ponto-chave da vida de Pilar, em Tabu;

  35. A conversa metalinguística em Segredos de Sangue;

  36. No thriller Os Suspeitos, a tortura feita numa banheira;

  37. A forma exitante com que Douglas tenta se relacionar com Damon, em Behind the Candelabra;

  38. A conversa dúbia entre Hoffman e Lawrence no primeiro ato de Jogos Vorazes: Em Chamas;

  39. Cameron Diaz transa com um carro no filme Conselheiro do Crime;

  40. No filme O Homem de Aço, Jonathan diz para Clark que ele é seu filho;

  41. A reação oposta de Hunt e Lauda acerca da morte de um piloto, em Rush;

  42. A participação de Michael Cera em É o Fim;

  43. A sequência com os barris em O Hobbit: A Desolação de Smaug;

  44. A perseguição dos ratos em Um Time Show de Bola;

  45. Em Dossiê Jango, o general Guedes sentencia que se não amarmos a deus, precisamos temê-lo.



                        Um bom 2014 cinematográfico!

Nenhum comentário: