31 de maio de 2007

Premonições


Sandra Bullock tenta um rumo diferente, pena que não consegue...


Linda Hanson (Sandra Bullock) é uma mulher suburbana que um dia é avisada que seu marido, Jim (Julian McMahon), morreu em um terrível desastre automobilístico. Porém, ao acordar no dia seguinte, tudo está perfeitamente normal em sua vida e Jim está vivo. A única diferença é que Bridgette (Courtney Taylor Burness), sua filha mais velha, está com cicatrizes horríveis no rosto, que Linda não tem a menor idéia de como surgiram. Sem entender o que está acontecendo, Linda começa a pôr em dúvida sua própria sanidade mental.

Sandra Bullock é mais conhecida por suas comedias do que por qualquer outra coisa ( Miss Simpatia 1 e 2 , etc), então quando ela entra para um thriller sobrenatural , você sabe que há algo estranho... Já Julian McMahon é conhecido pela sua excelente performance como Dr. Christian Troy de Nip/Tuck ou por seu papel como o Dr. Destino em Quarteto Fantastico. Aí está os dois protagonistas que tem que ter a quimica para o publico se preoucupar com a situação, esse é o primeiro ponto negativo do filme, já que as vezes você pensa durante a projeção: por que uma pessoa como Jim (McMahon) está com Linda (Bullock)?

Aliás , Sandra Bullock é o grande iceberg que faz o filme afundar. Várias vezes durante o filme faz nós termos ódio da personagem , o que é bom pro McMahon que é o grande salvador do filme, já que quando aparece traz com ele um sorriso nos nossos lábios de não ter que aguentar uma atuação tão medíocre de Bullock. As crianças também estão muito bem e dão um elemento honroso para o filme.

Quanto a direção do estreante Mennan Yapo é uma confusão sem fim: não sabe passar de um cenário ao outro, as cenas do banho são mal-feitas, é um desastre. Mais confuso ainda é o roteiro de Bill Kelly que além de não trazer nada de novo, já que é uma mistura de filmes de suspense, é a grande parte negativa do filme...

Não faz sentirmos falta do personagem do McMahon no começo do filme ; não traz o "grande" impacto que deveria ser mostrado quando Bullock se dá de cara com o marido em casa e até a lista que Bullock faz no filme para tentar deixar mais claro o roteiro pro espectador, não significa nada...

Mas felizmente podemos listar duas coisas positivas: a trilha sonora e Julian McMahon salvam o filme. A trilha de Klaus Badelt é absolutamente fantastica e digna de aplausos, além de dar um tom certo para cada momento do filme. Já McMahon é excelente em cena nas vezes que aparece e traz esperança que o filme irá melhorar, algo que infelizmente não acontece. Entretanto, a cena final com ele é a melhor do filme e vemos que o personagem dele significava mais para nós do que imaginávamos...

Premonições fez 18 milhões, isso mesmo, só nos EUA e estréia no Brasil amanha. É o proprio suspense de locadora, aquele que nós levamos quando não tem nada para ver. Esperava mais vindo do primeiro filme depois de Quarteto Fantastico de MacMahon, mas isso não é culpa dele, isso é culpa dos "poderosos" de Hollywood que colocam qualquer coisa na tela para encher o bolso deles de dinheiro. É uma pena que é nós que sofremos com isso.


(2 estrelas em 5)

7 comentários:

jana_hanina disse...

Eu estava querendo assisti-lo mas vc me deu uma vontadezinha de não assistir kkkkkkkkkkk, pq na maioria das vzes concordo contigo o/
to curiosa pra ouvir a trilha sonora, e saber o final ahauahauhauaa. C ctz filme de locadora.
Brilhante critica, bjus andreyyyy

Silvia disse...

Preciso guardar o nome desse crítico para eu sempre agir ao contrário. Se ele não gostar, é porque vou achar o filme maravilhoso; se ele gostar vou pensar 1000 vezes antes de ir assistir. Eu amei Premonições. A Sandra está ótima!

Nip/Tuck disse...

mediano...

Anônimo disse...

purchaser crafti poetry purposes gateway collates dest insulating vcards imposing skeleton
lolikneri havaqatsu

dudamel22 disse...

isso nao e' critico de cinema mas sim uma pessoa revoltada com sua propria vida!!!o filme e otimo , sandra entao nem se fala , esse critico nem deve ter visto o filme!!!

dudamel22 disse...

isso nao e' critico de cinema mas sim uma pessoa revoltada com sua propria vida!!!o filme e otimo , sandra entao nem se fala , esse critico nem deve ter visto o filme!!!

dudamel22 disse...

isso nao e' critico de cinema mas sim uma pessoa revoltada com sua propria vida!!!o filme e otimo , sandra entao nem se fala , esse critico nem deve ter visto o filme!!!

18 de março de 2012 17:35